Atletas atendidos pelo programa Olimpus competem nos Jogos Pan-Americanos 2023 no Chile

Contemplados com Bolsa Atleta, os mato-grossenses Igor Queiroz e Guilherme Porto integram a delegação brasileira de Wrestling

United World Wrestling

Atendidos pelo programa Olimpus do Governo de Mato Grosso, os atletas Igor Queiroz e Guilherme Porto integram a delegação brasileira de Wrestling nos Jogos Pan-Americanos 2023, que acontece em Santiago, no Chile. Eles são contemplados com o Bolsa Atleta na categoria internacional.

O evento multiesportivo do continente americano está sendo realizado de 20 de outubro a 5 de novembro. O wrestling brasileiro entra em ação no período de 1 a 4 de novembro.

Guilherme Porto compete na categoria 86 kg do estilo livre masculino, nesta quinta-feira (02.11).  Já Igor Queiroz compete na categoria 97 kg do estilo greco-romano, no sábado (04.11). Para os dois atletas mato-grossenses, as eliminatórias acontecem de 10h às 14h e as finais das 17h às 19h.

Tanto Guilherme quanto Igor realizaram a fase final de preparação com os demais atletas da equipe do Brasil no ginásio do Centro de Treinamento da Marinha, no Rio de Janeiro. Os atletas brasileiros treinaram lado a lado com a equipe de Cuba, considerada com uma das melhores do mundo. Os lutadores cubanos e brasileiros embarcaram para Santiago, na noite de sábado (28.10).

Os dois lutadores mato-grossenses são beneficiados com Bolsa Atleta, que integra o programa Olimpus promovido pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

Igor Queiroz

Igor Queiroz, campeão do Campeonato Brasileiro Interclubes, em 2023
Créditos: Divulgação

Do ouro nos Jogos Sul-Americanos da Juventude em 2017 aos títulos e medalhas alcançadas em campeonatos brasileiros e internacionais, a ascensão de Igor Queiroz fez com que se tornasse um dos principais nomes do Wrestling nacional.

O lutador, que se orgulha de sua origem no bairro Tijucal, em Cuiabá, destacou a importância do programa Olimpus para a vida e carreira de atleta.

“Realmente, o Bolsa Atleta faz toda a diferença, ainda mais sendo um incentivo do Governo, nos dá uma esperança ainda maior de que podemos seguir nossos sonhos como atleta. Além de poder auxiliar a família, é um benefício do Estado que está mudando a realidade e dando perspectivas para a vida de atletas como eu. E isso dá uma vontade a mais de estar representando o local onde você nasceu, que você ama”, afirmou.

Dentre as conquistas mais recentes, o mato-grossense de 21 anos entrou para a história da modalidade ao conquistar a primeira medalha de ouro de um atleta masculino, seja estilo livre ou estilo greco-romano, em uma competição internacional na Europa. O feito singular aconteceu no Torneio Internacional Jovens Promessas de Wrestling 2023, realizado na Espanha.

Além desse, Igor já havia alcançado outro resultado histórico para o Brasil, durante o Campeonato Mundial Sub-23 de Wrestling 2022, disputado também na Espanha. O lutador de Mato Grosso garantiu uma medalha de bronze, que foi a maior conquista do estilo greco-romano da história do wrestling nacional em Mundiais entre todas as categorias etárias do Sub-17 ao Sênior (adulto).

De acordo com o atleta cuiabano, as perspectivas são as melhores possíveis no Pan-Americano.

“Venho fazendo uma preparação excepcional, nossa equipe do Brasil visa trazer medalha de ouro. Sem dúvida, vamos voltar com medalha, a cor da medalha vai depender do trabalho que foi feito, mas nosso objetivo é fazer história, trazer o título para Mato Grosso e o Brasil”, frisou.

Guilherme Porto

Em 2019, aos 17 anos, Guilherme Porto foi um dos destaques do Prêmio Brasil Olímpico, homenagem instituída pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e que é considerada o Óscar do esporte nacional. A premiação consagrou a campanha impecável do atleta nos Jogos Escolares da Juventude, em que conquistou duas medalhas de ouro, uma no estilo livre e outra no estilo greco-romano.

O lutador é beneficiado pelo programa Olimpus desde que o Bolsa Atleta foi reformulado e ampliado pelo Governo de Mato Grosso, em 2020. Para ele, o auxílio mensal o ajudou a ser um verdadeiro atleta profissional.

“Com a bolsa atleta consigo investir mais em estrutura e alimentação. Com isso aumento minha performance e ainda ajuda a sustentar minha família, que agora é maior com meu pequeno filho Athos, de 3 meses”, contou.

Porto, que se identifica na rede social com o usuário ‘Trator Pantaneiro’, foi campeão do Campeonato Pan-Americano Sub-20 de Wrestling, realizado no México em 2022. Competindo na categoria até 77kg do estilo greco-romano, o mato-grossense foi eleito o melhor atleta da competição. O pódio carimbou a vaga para o Campeonato Mundial da categoria, que ocorreu na Bulgária, em que alcançou o sétimo lugar.

Atualmente com 21 anos, o atleta está confiante e garante que vai fazer de tudo para não decepcionar os mato-grossenses no Pan-Americano.

“Sempre que eu saio do meu país, levo comigo meus ancestrais indígenas que já lutaram há milhares de anos. Eu entro no espírito e quando estou nele dificilmente decepciono meu povo mato-grossense. Estou pronto a dar o meu sangue”.

O Wrestling

Antes conhecido como luta olímpica, o Wrestling é, ao lado da maratona, um dos esportes mais antigos de que se tem registro. Embora não haja confirmação de uma data precisa, acredita-se que a Luta começou a ser praticada no período Micênico da Grécia Antiga, em que os atletas lutavam nus e seus músculos delineados representavam o equilíbrio entre corpo e mente.

A Luta Olímpica ou Olympic Wrestling é disputada desde o ano 704 a.C. nos Jogos Olímpicos da Antiguidade. Atualmente, é dividida em três estilos: Greco-romano, Livre masculino e Luta feminina. Os três estão presentes no cronograma olímpico com seis categorias de peso cada.


Fonte: Cida Rodrigues | Secel-MT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here