Maria Alcina festeja 70 anos com a gravação de show com orquestra pop sinfônica de São Paulo

0
8


Maria Alcina grava disco ao vivo em 2019. Ainda no embalo da excelente repercussão obtida pelo álbum Espírito de tudo (2017), disco em que a cantora mineira abordou com personalidade o cancioneiro de Caetano Veloso, Alcina faz em São Paulo (SP) o registro audiovisual de show em que revive as músicas mais conhecidas do próprio repertório com a participação da orquestra SP Pops Symphonic Band.
Programado no Teatro UMC para 25 de janeiro, dia do aniversário da cidade de São Paulo (SP), o show Maria Alcina in concert será gravado ao vivo para edição de CD e DVD.
Maria Alcina grava álbum ao vivo e DVD com repertório retrospectivo
Lucas Kakuda / Divulgação
Regida pelo maestro e arranjador Ederlei Lirussi, a sinfônica pop paulistana dará o inusitado toque clássico a músicas como Fio maravilha (Jorge Ben Jor, 1972), Kid Cavaquinho (João Bosco e Aldir Blanc, 1974), Tome polca (José Maria de Abreu e Luis Peixoto, 1950), Folia no matagal (Eduardo Dussek e Luiz Carlos Góes, 1979), Prenda o Tadeu (Antonio Sima e Clemilda, 1985), Kataflan (Bojo, 2003) e Eu sou Alcina (Zeca Baleiro, 2013), entre outras composições previstas no roteiro do show retrospectivo produzido por Thiago Marques Luiz.
Do álbum Espírito de tudo, Alcina rebobinará Tropicália (Caetano Veloso, 1967) e Fora da ordem (Caetano Veloso, 1991) com a orquestra SP Pops Symphonic Band.
A gravação ao vivo do show Maria Alcina in concert dá início em janeiro às comemorações dos 70 anos de vida da cantora, a serem festejados em 22 de abril de 2019.

Editoria de Arte / G1
Fonte: Entreterimeto